Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Especial > Acidentes de Trabalho na Construção Civil | Parte 2

Acidentes de Trabalho na Construção Civil | Parte 2

Veja os acidentes de trabalho em construção civil mais comuns, da escavação ao manuseio elétrico.

Na semana anterior, trabalhamos os acidentes de trabalho na construção civil da limpeza do terreno até o deslocamento. Nesse post, vamos em frente na obra, da escavação até o manuseio elétrico.

Acidentes de Trabalho na Construção Civil: escavação e transporte de terra.

Na fase de escavação, seja ela manual ou mecânica, ainda podem ocorrer quedas e tropeções, pois o terreno ainda é bastante irregular, além de cortes ou escoriações. O esforço físico continuado que essas fases demandam também levam a dores lombares, especialmente na fase de transporte de terra, em que se faz uso contínuo do carrinho de mão.

A poeira também é inevitável, uma vez que se está remexendo constantemente a terra, levando a irritações nos olhos e ouvidos.

Acidentes de Trabalho na Construção Civil: feixes, vergalhões e estacas.

Não se começa uma obra sem feixes, vergalhões e estacas. Disso decorrem muitos acidentes, desde pensamento de dedos no manuseio das ferragens até corte e perfurações nos arames de amarração. São materiais pesados, de forma que também podem causar dores no corpo.

Cravar estacas, sejam metálicas ou pré-moldadas em concreto, causa um imenso ruído de impacto causado pelo bate-estaca, podendo provocar lesões nos ouvidos. Também não é rara a ocorrência de impactos corporais ao se posicionar as estacas na torre ou, no caso de estacas metálicas, quando as soldas se rompem, fazendo-as tombar.

Acidentes de Trabalho na Construção Civil: Concretagem.

A preparação de torres de concreto exige o uso de serra, o que pode ocasionar cortes. Pregos não-rebatidos e lascas de madeiras também podem levar a perfurações. Montar e transportar uma forma de concreto exige grande esforço muscular, podendo levar a lesões, tropeções e impactos corporais. O ajuste de fôrmas não raro ocasiona prensa dos dedos.

A montagem dos escoramentos metálicos – ou de madeira – para suportar as vigas e lajes pode levar a quedas durante o encunhamento, especialmente se o trabalhador estiver sozinho na tarefa. E apertar os grampos e fixação pode esfolar as mãos.

Concretar significa dispor um considerável número de pessoas em um espaço reduzido. Junte a isso a pressa decorrente da rapidez do processo, que acaba passando na frente da segurança. Além de quedas e choques corporais decorrentes desse processo, ocorrem respingos de concreto no rosto dos trabalhadores. O deslocamento sobre as ferragens e a movimentação dos mangotes também podem ocasionar quedas de trabalhadores ou de baldes.

Betoneiras preparando concreto acarretam nuvens de poeira que acabam atingindo os olhos – o que também se observa no caso de preparação de argamassas em canteiros de obras – além de provocar quedas de materiais nos trabalhadores e até choques elétricos no caso de fiações expostas.

Acidentes de Trabalho na Construção Civil: eletricidade.

Choques elétricos ocorrem se o trabalhador tiver contato com o fio fase (baixa tensão). As garras dos alicates e emprego de chaves de fenda para ajustes de orifícios de saída de conduítes podem causar lesões e perfurações nos dedos dos trabalhadores.

Lesões e cortes também ocorrem ao se introduzir condutores elétricos nos eletrodutos e ao desencapá-los.

Instalação de transformadores e painéis elétricos sempre ocorrem em espaços limitados e a movimentação de materiais nesse espaço precisa ser feita com muito cuidado. As chapas de metal e os transformadores não raro levam a cortes nos antebraços.

 

No próximo post, vamos discorrer sobre acidentes de trabalho na construção civil  desde a montagem de tubulações até o acabamento.

 

Veja também:

Acidentes de trabalho mais comuns na construção civil

Acidentes de Trabalho Mais Comuns

Acidente de Trabalho | O que fazer

A Importância do EPI Correto

Indústria de EPIs atenta ao público feminino no mercado de construção civil

2.830
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo