Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Dia a Dia > Cinco passos para fazer uma avaliação de risco

Cinco passos para fazer uma avaliação de risco

Entenda a importância de fazer uma avaliação de risco e saiba o que não pode faltar na inspeção

Na semana passada, nós falamos sobre Inspeções de Segurança e suas diferentes formas de execução. Hoje, o assunto é um pouco mais específico: nós vamos falar sobre Avaliação de Risco e a importância desses estudos. Aqui no blog, o especialista Eric Von Wely já chamou a atenção para o assunto, que é um dos elementos vitais para a gestão da saúde e da segurança no trabalho. Você pode ver, também, clicando aqui.

Antes de continuar a leitura, é importante destacar que não existe nenhuma regra para fazer uma avaliação de risco, porém, trouxemos cinco passos que podem garantir a segurança do espaço de trabalho. São eles:

info_post

Identificar os perigos

É a primeira e principal medida a ser feita, afinal, é através dessa identificação que todo o resto é feito. Para identificar os riscos, é preciso ir à campo. Caminhe pelo local de trabalho, converse com os trabalhadores e entenda suas necessidades. É neste passo que a avaliação precisa ser feita de forma minuciosa, para que não haja nenhum imprevisto durante a execução dos trabalhos.

 

Entender quem poderá ser prejudicado e como

Após a identificação dos riscos, é preciso entender quem poderá ser prejudicado e como isso seria feito. Dessa forma, as prevenções são feitas de uma forma mais assertiva e efetiva.

 

Avaliar os ricos e decidir as medidas de controle

Naturalmente, após os primeiros dois steps, é avaliar os riscos e entender a forma de preveni-los. É neste passo em que os riscos são removidos completamente ou controlados, para que nenhum colaborador seja lesado no momento do trabalho.

 

 

Registrar as descobertas

Além de ser fundamental para entender os processos que já foram feitos, registrar essas mudanças são pedidas legalmente. Dessa forma, você não apenas enxerga de uma forma mais macro o que já foi feito, como consegue diminuir ainda mais o riscos, já que consegue observar o que funciona ou não em determinado ambiente.

 

Revisar sua avaliação

É importante se atentar a esse step pois nem todos os ambientes de trabalho continuam os mesmos durante muito tempo, portanto, é fundamental que inspeções sejam feitas periodicamente e que, caso necessário, as avaliações sejam refeitas.

Quando falamos de proteção, é sempre importante lembrar que a segurança caminha lado a lado com a prevenção e com a frequência.

3.478
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo