Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Inovação > DuPont constrói laboratório no Brasil com foco em roupas de proteção

DuPont constrói laboratório no Brasil com foco em roupas de proteção

Instalação recebe R$ 8 milhões em investimentos e pretende desenvolver novos materiais em parceria com clientes e fabricantes.

 

O novo laboratório da empresa DuPont, em Paulínia, interior de São Paulo, recebeu R$ 8 milhões em investimentos e terá suas atividades voltadas para o setor de vestimentas de proteção. A unidade atenderá o mercado da América Latina e é apenas o quarto do mundo com tamanho porte. Os outros três laboratórios similares ficam na Suíça, Emirados Árabes e Estados Unidos.

 

“A região é estratégica para a DuPont e a companhia entendeu que não pode participar ativamente desse mercado se não trouxer vantagens competitivas para esses clientes”, afirma Guadalupe Franzosi, diretora da divisão de tecnologias de proteção da DuPont para a América Latina, em entrevista à publicação do Brasil Econômico.

“Estava faltando capacidade técnica para desenvolver soluções diferenciadas na área de proteção térmica junto aos clientes e fabricantes de tecidos do setor”, completa a diretora.

 

O laboratório pretende trabalhar em duas frentes:

A primeira é oferecer um espaço para que clientes testem a durabilidade, qualidade e eficiência das roupas de proteção, novas e usadas, da DuPont e de outras marcas.

E a segunda é o desenvolvimento de novos materiais em parceria com clientes e fabricantes. De acordo com a diretora, os setores que oferecem riscos com instalações elétricas estão no foco. Entre eles, a indústria química, companhias elétricas e segmentos de mineração, alimentício e automotivo.

Outra novidade que a empresa traz é o Thermo-Man®; um manequim equipado com 122 sensores de calor, conectados a um software desenvolvido pela DuPont. Ele permite testar diferentes temperaturas. Simula, por exemplo, uma situação de fogo repentino e calcula o percentual de queimaduras que um indivíduo pode sofrer de acordo com a roupa de proteção que estiver vestindo.

O laboratório só reforça os investimentos que a DuPont vem fazendo no setor de proteção no Brasil. Em 2011, a companhia inaugurou o CIB (Centro de Inovação Brasil), também em Paulínia, onde aplicou cerca de U$ 11 milhões e já realizou grandes inovações e parcerias. De acordo com Guadalupe Franzosi, o novo espaço tem grandes expectativas. O objetivo é acrescentar U$ 30 milhões em receitas aos negócios de proteção na America Latina, nos próximos cinco anos.

 

Clique aqui e veja no site da DuPont Brasil o vídeo do teste do Thermo-Man®

 

 

440
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo