Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Especial > Boas Práticas de Segurança – Parte 2

Boas Práticas de Segurança – Parte 2

Veja as responsabilidades do técnico de segurança, da medicina no trabalho e atitudes de prevenção nesse segundo post de boas práticas de segurança.

Boas-Práticas-de-Segurança-–-Parte-2

Depois de abordarmos no primeiro post de Boas Práticas de Segurança, os direitos e deveres, as análises de riscos e diversos outros assuntos dentro das organizações, vamos  abordar aspectos técnicos e medidas de prevenção.

Boas Práticas de Segurança: Responsabilidades do Técnico de Segurança

  • Gerenciar os programas de controle médico e de higiene da organização.
  • Divulgar toda e qualquer informação sobre segurança.
  • Executar inspeções periódicas em todas as áreas da organização.
  • Identificar irregularidades e condições inseguras de trabalho.
  • Recomendar e acompanhar medidas de prevenção, correção, controle e eliminação de riscos.
  • Orientar e assessorar os funcionários quanto às suas obrigações legais referentes a segurança no trabalho e prevenção de acidentes.
  • Manter todos os acidentes e quase-acidentes pessoais ocorridos na organização em arquivo.
  • Consultar e estudar periodicamente estatísticas de acidentes pessoais para minimizar suas causas.
  • Classificar, delimitar e sinalizar as áreas de risco da organização.
  • Especificar os EPIs e EPCs adequados a cada profissional.

Boas Práticas de Segurança: Responsabilidades da Medicina no Trabalho

  • Promover, proteger e recuperar a saúde dos funcionários da organização.
  • Prevenir doenças ocupacionais.
  • Avaliar locais e processos que possam comprometer a saúde e a segurança dos funcionários, junto dos responsáveis pela Segurança no Trabalho.
  • Relatar as condições de saúde dos funcionários em conformidade com o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO).
  • Promover campanhas e programas educativos para melhoria nas condições de saúde.

Boas Práticas de Segurança: Treinamento

  • Deve ser fornecido o treinamento necessário a todo funcionário em fase admissional, de acordo com sua área de atuação.
  • Os programas e treinamentos devem ser atualizados e revistos periodicamente.
  • A CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidente), em conformidade com a Norma Regulamentadora NR-5, deve atuar na prevenção de acidentes permanentemente, atualizando todo ano os Mapas de Risco de cada área.

Boas Práticas de Segurança: Providências em Caso de Acidentes de Trabalho

Deve-se obedecer essa ordem:

  1. Relate o fato à chefia imediata e siga suas instruções.
  2. Encaminhe-se (ou a vítima) ao Médico do Trabalho para atendimento.
  3. Preencha o RAT (Relatório de Acidente do Trabalho) e a CAT (Comunicação de Acidente do Trabalho).
  4. Se for a vítima, retorne ao ambulatório médico para reavaliação e acompanhamento do Médico do Trabalho.

Boas Práticas de Segurança: Medidas de Prevenção da Rede Elétrica

  • Mantenha as instalações elétricas em dia e projete-as para prevenir choque elétrico, certificando-se sempre se não estão energizadas.
  • Sempre desligue os disjuntores ou a chave geral antes de realizar manutenção.
  • Use ferramentas com cabos isolados.
  • Garanta que ninguém toque na rede elétrica com roupas, mãos ou pés molhados.
  • Quando um fio elétrico estiver solto, mantenha-se afastado, isole a área e chame os funcionários da área elétrica imediatamente.

Boas Práticas de Segurança: Prevenção de Incêndio

  • Mantenha materiais combustíveis identificados com etiquetas de advertência, dispostos em locais ventilados, longe de fontes de ignição e acondicionados em recipientes de segurança aprovados.
  • Faça o descarte de materiais combustíveis em locais específicos para esse fim.
  • Mantenha íntegras as barreiras corta-fogo.
  • Somente utilize extintores, hidrantes e mangueiras de incêndio em finalidades emergenciais.
  • Respeite os avisos de Proibido Fumar.
  • Atividades que envolvam a geração de calor ou chama devem ter uma Permissão de Trabalho.

Boas Práticas de Segurança: Emergência de Incêndio

  • Em caso de incêndio, deve-se evacuar o local para uma área segura, arejada e distante.
  • Comunique o ramal de emergência ao menor sinal de fogo ou fumaça.
  • Nunca use os elevadores, em caso de incêndio, para deixar o prédio.

Veja também:

Boas Práticas de Segurança

Redução de Acidentes de Trabalho|Estratégia Nacional

2.223
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo