Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Especial > Prêmio DuPont | Cobertura 3º dia

Prêmio DuPont | Cobertura 3º dia

Nesta viagem, os vencedores da 4ª edição do Prêmio DuPont foram até Wilmington - Delaware para visitar o museu da DuPont.

feira_header_dia3

 

Prêmio DuPont | A viagem

Prosseguindo o roteiro de viagem, os vencedores da 4ª edição do Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalho viajaram até Wilmington – Delaware, para visitar o museu da DuPont: Hagley Museum & Library.

Confira neste post o que eles viram por lá!

Para saber sobre os primeiros dias de viagem e experiências dos vencedores na National Safety Council, leia mais em:

Cobertura: 1º dia

Cobertura: 2º dia

Hagley Museum & Library | A visita

Localizado às margens do rio Brandywine, o Hagley Museum possui 235 acres de extensão, sendo o antigo local de fabricação de pólvora negra, fundado por E. I. du Pont em 1802. Exemplo vivo da história da indústria americana, tecnologia e inovação sobre os impactos ambientais do mundo, a casa da família DuPont e de seus ancestrais possui também muita curiosidade sobre a trajetória da empresa.

Uma história baseada em segurança

A visita ao museu permite compreender as raízes da DuPont e sua preocupação com a segurança das pessoas ao redor do mundo. A história começa quando E. I. du Pont instalou – junto à fábrica – a casa de sua própria família, provando que ali seria sempre um local seguro para todos os trabalhadores. As instalações da indústria também chegaram a abrigar alojamentos para os colaboradores e suas famílias.

Um dos projetos arquitetônicos mais inovadores é o local para testes de explosões, o Powder Yard.

A primeira pólvora negra foi feita em 1804. Entre 1802 e 1840 essas instalações dobraram de tamanho, a fim de incluir três barragens e dezenas de moinhos. Durante a visita, é possível ver as estruturas de pedra que cobrem as casas onde era feito o processo de fabricação do pó. Feitas inteiramente de pedras nas laterais, com teto de madeira e localizadas às margens do rio, eram projetadas para que, em casos de explosão, seus destroços fossem atirados para cima e para frente, de forma que caíssem no rio e tivessem maior controle no ar – evitando assim que pudessem atingir os trabalhadores.

destaqu2

Curiosidades e arquitetura

Para compor o passeio, uma das atrações é a própria casa de E. I. du Pont, o fundador da companhia. Cinco gerações passaram pela casa de estilo georgiano desde 1803, compondo a decoração que pode ser vista ainda hoje pelos visitantes, com itens da família que vieram de sua partida da França em 1799. No alto das margens do rio Brandywine e com vista para a fábrica, a área possui também um celeiro, o primeiro escritório da companhia e seus belos jardins. O primeiro escritório foi construído ali em 1837 e foi o centro operacional de toda a empresa por mais de 50 anos. Atualmente a DuPont possui mais de dois séculos de experiência, aplicação em diversas indústrias e está presente em mais de 90 países!

 

destaque

Contato com a marca

Em um tour de duas horas, os vencedores do Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalho de 2014 tiveram mais do que um simples passeio. A visita ao Hagley Museum é a oportunidade de ver onde tudo começou e entender ainda mais o propósito de se trabalhar com a segurança no trabalho para preservar vidas.

————–

Prêmio DuPont | Inscreva-se

Se você é um profissional da área de Saúde e Segurança no Trabalho, não perca as inscrições para a edição 2015 do Prêmio DuPont.

As inscrições vão até o dia 12/10. Veja mais no site: www.premiodupont.com.br

 

161
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo