Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Dia a Dia > Principais erros dos Técnicos de Segurança

Principais erros dos Técnicos de Segurança

Saiba mais quais são os principais erros que os técnicos de segurança não devem cometer no seu dia a dia de trabalho.

O dia a dia dos técnicos de segurança do trabalho é extremamente corrido, com diversas decisões importantes a serem feitas. Decisões essas que implicam diretamente na segurança de outros colaboradores e do bom andamento do trabalho em seu local de trabalho.

Com esse ritmo de trabalho elevado, o conhecimento dos técnicos de segurança é colocado a prova, e é nesta hora que é preciso estar atento a alguns erros que podem acontecer e que são determinantes para que o trabalho não saia prejudicado.

Hoje o Falando de Proteção separou os 5 principais erros que os técnicos de segurança do trabalho não devem cometer em seu dia a dia de trabalho.

Fique atento a todos eles!

Técnicos de segurança e seus principais erros

1- Não conhecer a cultura do seu local de trabalho

Se você não conhece o seu ambiente de trabalho, como poderá executar um bom trabalho? É preciso conhecer muito bem a cultura organizacional da empresa, conhecer os funcionários, conhecer o método de trabalho e todas as funções dos colaboradores.

Desse jeito você terá uma facilidade maior para tomar as medidas necessárias durante a atuação do seu trabalho.

2- Não se comunicar com a equipe

Para ser um bom técnico de segurança do trabalho é preciso saber se comunicar. É fundamental que você esteja sempre em contato com as equipes de trabalho reforçando a importância das medidas de segurança e se fazendo presente no dia a dia da empresa.

Se você não se comunica, não conseguirá também implementar o seu trabalho.

3- Não reconhecer suas dúvidas e dificuldades

Nenhum profissional é perfeito. Todos os dias nos deparamos com novidades, dúvidas e dificuldades em nosso trabalho. Um técnico de segurança também precisa estar sempre atualizado com as novidades do seu setor, e estar disposto a reciclar seus conhecimentos.

Para isso, também é preciso reconhecer as dúvidas, reconhecer que não é possível fazer tudo sozinho.

4- Querer resolver tarefas que não fazem parte do seu trabalho

Quanto mais tempo você passa sem se dedicar as atividades que não lhe competem, menos tempos para implantar uma cultura de segurança na empresa você tem.

Mostre ao chefe do setor que as atividades específicas em segurança do trabalho precisam ser realizadas com a sua dedicação total.

5- Desvalorizar o seu próprio trabalho 

É imprescindível que você seja o primeiro a promover a importância da segurança no trabalho durante o seu dia a dia.

Além disso, você nunca deve descumprir nem as normas mais básicas de segurança, pois não existe maior sinal de falta de compromisso com o seu próprio trabalho.

Pronto. Com essas 5 dicas você já pode perceber o que está fazendo de certo e errado durante o seu trabalho.

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES 

Saiba tudo sobre os lançamentos da DuPont e o melhor conteúdo sobre segurança e saúde do trabalho. Assine a newsletter do Falando de Proteção.

 

Fonte: CIPA ONLINE

563
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo