Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Dia a Dia > Dicas de TCC | Técnico em Segurança do Trabalho

Dicas de TCC | Técnico em Segurança do Trabalho

Veja alguns conselhos de como minimizar as dificuldades do seu TCC para técnico em segurança do trabalho.

O TCC do técnico em segurança do trabalho é uma jornada cheia de dúvidas, perguntas e encruzilhadas. E para que a entrega do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) seja bem-sucedida, é preciso traçar o caminho de forma bem planejada. Por isso, preparamos esse post com dicas de TCC e a intenção de ajudar futuros técnicos em segurança do trabalho a trilhar os primeiros passos para um TCC bem fundamentado.

Todo TCC começa no Tema

Boa parte das instituições permitem que o aluno escolha o tema que deseja trabalhar em seu TCC. Alguns gostam dessa liberdade, enquanto outros sentem insegurança sobre a escolha ser a mais assertiva possível. Uma boa dica é nunca deixar a escolha do tema para o último minuto. Procure pesquisar possíveis temas para o seu TCC já nos primeiros meses de curso. Você terá de entrar fundo para entendê-los até que fique claro qual tema é o mais condizente. Salve todos os materiais pesquisados para consultas futuras. Isso também vai ajudar a solucionar dúvidas que surjam ao longo do caminho do TCC.

Como escolher o tema do meu TCC?

Evite temas mais estrelados ou que sejam da preferência da maioria se você não se afina com eles.

Para que sua jornada seja mais prazerosa e para minimizar dificuldades, escolha temas que você tenha facilidade, afinidade ou interesse. Se achar algum tema para o seu TCC que reúna esses três objetivos, vá certeiro nele.

Se existe algum tema em que você já trabalhou em algum estágio, com certeza é o mais indicado para você, pois contará com sua experiência e terá mais facilidade.

Possíveis Temas para o seu TCC

  • Segurança no trabalho: altura.
  • Trabalhando em espaços confinados.
  • Segurança no trabalho: construção civil.
  • Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA.
  • A importância da utilização do EPI.
  • Acidentes de Trabalho: Programas de Prevenção
  • EPIs mais utilizados no Brasil.
  • Importância da utilização de protetores auriculares.
  • Programa Controle Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO.
  • Segurança no Trabalho e DDS: a importância do diálogo.
  • Acidente de Trajeto.
  • SESMT – A importância de Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho.
  • Segurança no Trabalho: primeiros socorros.
  • Segurança no trabalho: fogo e arco elétrico.

Não hesite em procurar o Orientador do TCC

O seu orientador, seja escolhido por você ou pela instituição, está ali para te ajudar a se formar com o melhor TCC possível. Procure-o desde o começo, desde a escolha do tema e procure com ele respostas para toda e qualquer dúvida que possa surgir.

Se vocês têm encontros periódicos com o orientador, anote tudo – mas tudo mesmo – a respeito do seu TCC que possa causar dúvida ou levar a outros caminhos. Podem ser caminhos interessantes, ou não. Você e o orientador, conversando, chegarão às melhores conclusões.

O orientador do seu TCC sempre vai ter fontes interessantes e confiáveis, vai ajudar no processo de elaboração, da linguagem e da apresentação do seu trabalho. Ele é um especialista, aproveite!

Tenha um Plano de Ação

Definido o tema do TCC, é hora de partir para uma estratégia. Somente após definir as metodologias, elabore um cronograma. De preferência, faça isso com bastante antecedência, pois é um trabalho que exige organização e paciência.

Depois, passe ao tático: pesquisa, seleção de fontes, triagem de informação. Se você ainda não se perguntou, essa é a sua última chance: como é a história que você quer contar no seu TCC? Como você pode contar essa história da forma mais objetiva possível, dentro das regras de redação e documentação do TCC?

Depois do TCC pronto, analise criticamente, mexa se achar que vai melhorar. Só tome cuidado para não dar essa tarefa na mão da insegurança. Ela pode fazer você perder o fio da meada. Esteja focado nos seus objetivos e, se for mudar alguma coisa, faça isso somente se for fundamental para o melhor desenvolvimento do TCC.

Nunca Copie

Em tempos de Google, talvez você cogite, naquela noite em que está muito cansado, copiar e colar as informações direto da Internet para seu TCC, mas nossa recomendação é que você NUNCA faça isso. Além de constituir plágio, o documento perde a linguagem original, tornando-se de uma colagem bizarra de ideias retalhadas e confundindo a quem o TCC se destina.

Ao invés disso, colete suas pesquisas, compile-as em um documento, leia-as, analise-as com um olhar crítico e depois reinterprete-as segundo sua visão para o TCC.

Está tudo nos Detalhes

Todo TCC tem regras acadêmicas que não podem ser subvertidas. Por exemplo, a capa, geralmente deve ser dura e deve conter:

  • Tema do TCC
  • Nome da instituição de ensino
  • Nome do curso
  • Nome do aluno que o elaborou
  • Disciplina a ser trabalhada
  • Cidade
  • Data

A contracapa ou folha de rosto do TCC deve conter esses mesmos dados presentes na capa, mas em formatação diferente. Algumas instituições pedem que a contracapa também seja usada para expor um perfil do autor que relate em breves linhas sua experiência com o assunto, formações, dados pessoais, entre outros dados que podem variar. Atenção a essas minúcias.

Alguns alunos optam por deixar dedicatória no TCC, para pessoas que o ajudaram a chegar ali, na vida de uma forma geral. Mas isso é opcional na maioria dos casos. Se você for fazer uma dedicatória, procure ser breve e objetivo. É possível fazer uma boa dedicatória em apenas duas linhas.

A dedicatória é diferente do agradecimento, que também costuma ser opcional no TCC. No agradecimento, você deve contemplar as pessoas que fizeram parte dessa conquista em específico: professores, especialistas, consultores sem os quais seu TCC não teria saído do papel.

Revisão Ortográfica do TCC

Pouca gente dá importância à revisão, muitas vezes acaba ficando em cima da hora, mas, muitas vezes, são detalhes como esse que podem pôr o TCC a perder.

Um TCC é um trabalho com uma imensa quantidade de texto. É impossível que não exista um erro sequer.

Ainda mais quando foi realizado por diversas pessoas, que quase sempre estavam cansadas e ficaram horas olhando o mesmo texto na tela. Isso deixa o olhar viciado e é nessas horas que os erros escapam aos olhos.

É preciso que o revisor do TCC seja alguém de fora, que vá ler o trabalho com olhos frescos e deve ser um especialista em língua portuguesa. Existem, hoje em dia, empresas especializadas em revisão ortográfica. Coloque a pesquisa dessas empresas, assim como a solicitação de orçamentos na agenda do seu TCC.

Enfim, a parte mais difícil de um TCC é a folha em branco. Depois que você começa, tudo engrena. Mesmo que você esteja inseguro para começar, lembre-se de que é melhor começar assim mesmo, com tempo para depois rever e reformular, do que esperar estar seguro para ter de fazer tudo correndo.

Esperamos ter ajudado e desejamos boa sorte aos futuros formandos em seu TCC!

38.031
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo