Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Dia a Dia > Top15 Profissões de Risco

Top15 Profissões de Risco

Existem muitas profissões de risco no mundo. Escolhemos 15 que chamam atenção, seja pelo inusitado, seja pela aparente simplicidade da profissão que esconde em si grandes perigos.

Elencar as profissões de risco já é um trabalho perigoso. As profissões de risco são tantas, tão variadas – contando inclusive algumas realmente inacreditáveis – que não se encaixam em nenhum padrão.

Dados apontam que nem mesmo a Organização Mundial do Trabalho tem um ranking estatístico ou estudo global que aponte as profissões com maiores índices de óbitos, doenças ocupacionais ou acidentes de trabalho. Ou seja, não há dados estatísticos concretos que comprovem quais são as maiores profissões de risco no mundo.

Veja abaixo a NOSSA lista de 15 interessantes  profissões de risco no mundo, com contribuições da Superinteressante, Oddee, Hypescience e Mundo das Tribos.

1. Limpadores de janelas dos prédios de Dubai.

As condições de trabalho nos Emirados Árabes ainda são um tema de discussão e polêmica no país. Imagine então com profissões de risco. Dubai, por exemplo, é uma cidade de arranha-céus, que muitas vezes ultrapassam os 30 andares e, por uma série de razões, nem todos trabalham com os EPIs adequados.

2. Eletricistas de helicópteros

Você sabia que existem eletricistas que vão trabalhar em um helicóptero? Eles estão entre as mais especializadas profissões de risco, pois trabalham sobre fios de alta tensão em grandes alturas, às vezes com o helicóptero em movimento. Eles passam por treinamentos e usam EPIs especiais conectados aos fios.

Veja no vídeo abaixo:

 

3. Luta com crocodilos

Profissões de risco não são nada se comparadas a ter de colocar a cabeça dentro da boca de um crocodilo. Inacreditavelmente, essa é uma profissão comum em um zoológico tailandês, na cidade de Samphran.

4. Treinadores de leões

O vídeo abaixo dispensa as palavras ou justificativas de por que elencamos essa entre as profissões de risco. O fato aconteceu no Hotel MGM, em Las Vegas, segundo o site Oddee. Felizmente, ninguém sofreu ferimentos graves e os treinadores recobraram o controle:

 

5. Mineiros

Quem não se lembra do acidente que prendeu 374 mineiros debaixo da terra no Chile por dois meses? Essa possivelmente ocuparia um posto alto no ranking de profissões de risco. É uma profissão que lida muito com o inesperado e com altos índices de acidentes de trabalho, sendo muitos deles, fatais.

6. Lenhadores

Muitos lenhadores trabalham em regiões montanhosas. O que coloca essa entre nossa lista de profissões de risco é o perigo de rolamentos de pedras e/ou troncos sobre as pessoas. Há quem chame algumas árvores nessas regiões de “produtores de viúvas”.

7. Pescadores

Nem todos os pescadores configuram profissões de risco, mas há aqueles que passam meses em alto mar, enfrentam chuvas, ventos, tempestades, temperaturas congelantes ou muita exposição ao sol. É alta a taxa de mortalidade nesse tipo de serviço, que pode até mesmo não ser regulamentado.

8. Removedores de Minas

Embora acarrete vários acidentes fatais, a remoção de minas manual está entre as profissões de risco mais necessárias. Milhares de vidas são salvas quando se remove uma só mina. Até existe a remoção de minas por robôs, mas ela não é tão precisa quanto a manual. Enquanto a remoção por robôs dá conta de 80% das minas, a manual consegue remover 99,6%.

9. Pedreiros

Muitos profissionais da construção civil trabalham em grandes alturas e nem sempre utilizam os EPIs adequados, o que os coloca entre as principais profissões de risco. Estudos apontam que, ao menos nos EUA, as quedas são a principal causa mortis desses profissionais.

10. Motoboys

Eles são 500 mil só em São Paulo e mais de 1 milhão no Brasil. Enfrentam diariamente o risco de sofrerem mutilações, atropelamentos, choques físicos provocados por batidas, entre tantos outros acidentes de trabalho. Não poderíamos deixar os motoboys de fora da nossa lista de profissões de risco. Cerca de 65% dos acidentes de trânsito no Brasil envolvem motos. Lembramos que uso de capacete com dispositivos retrorrefletivos, proteção para motor e pernas e aparador de linha (conhecido antena corta-pipa) evitariam grande parte deles.

11. Dublês de Ação

Existe o dublê de corpo e o dublê de ação. Esse está entre as profissões de risco porque atua nas cenas de perigo. Para ser dublê é preciso ter preparo físico, experiência em lidar com cenas de queda de escada, atropelamento, incêndio ou salto sem sofrer danos físicos. Há casos em que se usam EPIs, outros não. O grande problema é que essa profissão não é regulamentada.

12. Adestradores

Adestradores estão sempre às voltas com animais, muitas vezes fora de seu ambiente e longe dos donos, o que pode deixá-los ainda mais raivosos. O que mais os elenca na lista de profissões de risco é a imprevisibilidade dos animais. Embora na teoria o controle sempre seja possível, na prática, a história é outra.

13. Pilotos de Avião Comercial

Primeiramente, está entre as profissões de risco por ser considerada a mais estressante que existe, acarretando riscos psicológicos. Isso acontece porque o piloto é responsável por muitas vidas a cada viagem, carga horária excessiva e alta exigência com pontualidade.

14. Correspondentes de Guerra

Estão entre as profissões de risco porque a notícia deles está sempre no coração do perigo. Estão arriscados a ataques, bombas, sequestros e ameaças fundamentalistas.

15. Policiais

Embora trabalhem adequadamente paramentados e sejam treinados para diversas situações de risco, não há como negar que o policial está entre as profissões de risco. Não é à toa que essa profissão é uma das que mais sofre com doenças psicossociais.

Fontes: hypescience.com, oddee.com , mundodastribos.com e super.abril.com.br

Veja também:

 

36.175
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo