Fique por dentro de todas as novidades. Inscreva-se agora!
x
Preencha os campos abaixo e cadastre-se!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba todos
os materiais do Falando de Proteção em sua caixa de e-mail


home > Especial > Websérie Tyvek®: Você sabe se seu EPI é impermeável? Para saber isso, entenda a diferença entre penetração e permeação.

Websérie Tyvek®: Você sabe se seu EPI é impermeável? Para saber isso, entenda a diferença entre penetração e permeação.

Acompanhe o 4° episódio da websérie DuPont™ Tyvek®! No episódio anterior, mostramos os tipos de […]

Acompanhe o 4° episódio da websérie DuPont Tyvek®! No episódio anterior, mostramos os tipos de tecnologias dos EPIs e o que difere um do outro. Já no vídeo de hoje, vamos falar sobre a diferença entre permeação e penetração. Assista a websérie abaixo: 

Nesse vídeo você vai entender a diferença entre dois conceitos: permeação e penetração e assim você pode conseguir identificar o tipo do seu EPI. Muitas pessoas ainda confundem ambos, por isso para começar vamos falar sobre o significado deles: 

  • Permeação: ela é medida pelo tempo que leva para um risco químico externo ultrapassar a barreira de proteção do material e entrar em contato com a pele do operador, causando contaminações a pessoa que está com a vestimenta. E é sempre importante identificar se o EPI é permeável, pois a contaminação e a exposição acontecem no começo do expediente do trabalho e somente ao decorrer do dia que o risco químico começa a interagir com o material do tecido e colocando em risco os operadores 

 

  • Penetração: passagem direta de um risco químico líquido do lado externo do EPI pro lado interno, ou seja, as chances do operador ser contaminado é maior. E isso pode ocorrer pelos poros, costuras, rupturas ou desgaste no material. Então, já é possível perceber na hora, quando as moléculas entram em contato com o tecido.  

 

Uma boa solução para identificar e optar pelo EPI certo é com a análise de risco químico, que é o estudo que prevê o  risco químico em contato com pele e que podem causar danos à saúde dos funcionários. Com essa análise fica claro que o material permeável é o que se deve levar em conta, pois ela retarda a interação da química com o tecido já com a penetração em poucas doses de produtos químicos a contaminação explana com mais rapidez.

Você sabe como ter acesso aos dados de permeação do seu EPI? Os fabricantes do produto devem sempre fornecer os dados para o público e por isso, a DuPont criou uma plataforma online, o DuPont Safespec (www.safespec.dupont.com.br) que disponibiliza todos os dados de permeação, por risco químico e também pelas linhas de proteção química fabricadas pela DuPont: Tyvek® e Tychem®

Então já sabe: escolha o material ideal para o seu EPI e seja assertivo na proteção do seu funcionário!  

Agora que já está bem informado, compartilhe esse vídeo com todo mundo e não deixe de acompanhar o último episódio da websérie para tirar todas as suas dúvidas! 

0
0
Inscreva-se:
Anterior
Próximo