Dicas

Solventes orgânicos: saiba tudo sobre eles e como evitar lesões

Os solventes são muito usados nas indústrias em algumas etapas da fabricação dos produtos. Eles servem na aplicação de pintura, verniz, adesivos, na extração de azeites ou mesmo na limpeza e desengraxamento de peças de máquinas, entre outras atividades.

Os solventes são líquidos que têm como propriedade dissolver substâncias sem alterar a natureza ou a estrutura molecular delas. A água é o mais comum dos solventes, ao lado do álcool e da naftalina, cada um com suas vantagens e desvantagens. Por exemplo: a água é perfeita para dissolver o sal, mas não tem a mesma eficiência com graxas, óleos ou gorduras. Nesses casos, temos que recorrer a outros tipos de solventes: os orgânicos.

O que são solventes orgânicos?

Solventes orgânicos têm este nome por serem derivados do petróleo e são constituídos basicamente por longas cadeias de carbono. Eles têm em comum índices parecidos em:

  • Volatilidade – facilidade de passar do estado líquido ao estado gasoso;
  • Solubilidade – capacidade de se dissolver em outra substância;
  • Diluentes – aumenta a temperatura e diminui a viscosidade de substâncias;
  • Dispersantes – reduz a tensão superficial entre o óleo e a água, ou seja, auxilia a dispersão do óleo em gotículas no meio aquoso;
  • Solubilizantes – torna a solução homogênea.

É importante lembrar que solventes orgânicos apresentam dois grandes perigos: a combustão e a evaporação. Por isso, é importante ficar atento à quantidade manipulada, ao local onde são manuseados e também aos recipientes onde estão armazenados.

A combustão é um problema porque os solventes orgânicos entram em ignição em temperaturas não muito altas. Por isso, caso seja necessário aquecê-los, é imprescindível seguir todo o passo a passo do manuseio e as regras de segurança para evitar riscos.

Outra preocupação necessária ao manipular solventes orgânicos é a evaporação, uma vez que a sua volatilidade é alta mesmo na temperatura ambiente.

Evaporação: um dos principais problemas dos solventes orgânicos

  1. Os solventes normalmente evaporam de forma muito rápida. Portanto, é necessário saber armazená-los em lugares lacrados, longe do contato com outras substâncias e também do calor. Quanto maior for a área de contato entre o solvente e o ar, maior será a evaporação.
  2. Os solventes evaporam mais rapidamente com o ar em circulação do que com o ar parado. Portanto, sempre é necessário ter em mente o local de armazenamento de um solvente orgânico quando for manipulá-lo.
  3. O local de armazenamento também deve ter temperatura baixa. Muitos solventes evaporam na temperatura ambiente quando em contato com o ar.

Como manusear corretamente um solvente orgânico?

Antes de manusear qualquer solvente, primeiro conheça os riscos:

  • Observe o ambiente ao redor e planeje a manipulação do solvente orgânico cuidadosamente antes de realizá-la;
  • Lembre-se dos índices de evaporação do solvente e manipule-o até o limite de segurança;
  • Saiba todas as informações possíveis sobre o solvente. Procure informações nos rótulos ou com a fabricante se o solvente é muito volátil e altamente inflamável. Prefira as essências minerais, que são os substitutos seguros.
  • Não manuseie o solvente sem o EPI adequado. Manipule-o sempre com luvas, máscaras e óculos protetores.

A manipulação de solventes orgânicos, feita com EPIs corretos e respeitando a natureza da substância (volatilidade e inflamabilidade, por exemplo), garantem muito mais eficiência na utilização. Nunca abra mão da sua segurança e das outras pessoas que utilizarão o solvente orgânico. Armazená-lo de forma segura e mantê-lo longe de altas temperaturas é fundamental.

Quando o assunto é segurança, a DuPont faz questão de compartilhar informação. Seja de EPIs ou mesmo de produtos usados no dia a dia da indústria, o importante é garantir o conforto e o bem-estar de todos.