Destaque

O Kevlar® salva vidas. Durante a pandemia não seria diferente.

Levi Silva, Gerente de Vendas da área de Proteção Pessoal da DuPont, fala neste artigo sobre o importante papel desempenhado pelas forças policiais. Elas estão enfrentando um novo inimigo – o coronavírus – mas estão expostas também aos riscos de sempre. O Kevlar® existe para ajudá-los nesta luta.

 

Protegemos policiais para que eles possam te proteger

Já se vão mais de dois meses de quarentena e isolamento social. Enquanto a maioria de nós luta para ficar em casa – reduzindo a disseminação do coronavírus e ajudando a combatê-lo -, uma expressiva parcela de profissionais luta fora dela. São profissionais que, por executarem atividades indispensáveis à população, seguem na ativa. Ainda bem.

É o caso, por exemplo, dos homens e mulheres da segurança pública. Policiais civis e militares, além de bombeiros, estão na linha de frente, expostos a diversos riscos para nos manter protegidos. O principal risco, invisível, é justamente a covid-19 (a esse repeito, confira nossa campanha #TyvekTogether), mas há outros, sobre os quais podemos fazer alguma coisa.

E a DuPont há décadas tem feito grandes coisas.

 

 

Kevlar para heróis de fibra

Assim como Gillette se tornou sinônimo de lâmina de barbear e Bombril, de palha de aço, a marca Kevlar® dá nome a coletes de proteção balística. Dificilmente você encontrará um profissional de segurança que não reconheça e valorize o Kevlar®, por ser a fibra de aramida do mercado: extremamente forte e resistente, e, ao mesmo tempo, leve e durável.

Lançado em 1971 pela DuPont, o Kevlar® caiu nas graças dos militares rapidamente. Em 1978, por exemplo, o Exército dos Estados Unidos já contava com as primeiras jaquetas e capacetes revestidos pelo material. Utilizado também na blindagem de veículos, o Kevlar® já salvou milhares de vidas.

No Brasil o panorama é similar. O relacionamento da DuPont com as forças policiais e militares tem décadas de história e só se fortalece com passar dos anos. Em torno de 80% dos coletes adquiridos são feitos de Kevlar® e, além do fornecimento do material, contribuímos com workshops e treinamentos para que os coletes sejam utilizados da melhor maneira possível.

 

Evolução – também para as mãos

Desde a invenção do Kevlar®, o produto passou por diversas evoluções e aperfeiçoamentos. Em linhas gerais, ele foi trabalhado para oferecer, com o mesmo peso, maior capacidade de absorver energia elasticamente sem fraturar– chamamos isso de tenacidade. Também deixou de proteger apenas contra armas de fogo para se tornar também uma defesa contra armas perfurocortantes.

Uma das boas novas, aliás, é fornecer proteção contra as mãos para as forças policiais e militares – tal qual já ocorre com trabalhadores de indústria. O uso da luva correta, gosto sempre de reforçar, é fundamental. Um bom número de policiais até chegam a utilizá-la, mas optam por materiais inadequados como as de couro, que transmitem somente uma falsa sensação de segurança.

Já as luvas de Kevlar®, adotadas por algumas tropas especiais, são diferentes. Além de facilitarem a pegada e o agarre, elas fornecem uma camada forte de defesa para evitar lesões causadas por armas brancas, como cortes ou mesmo perfurações. Aqui você pode ler mais a respeito – não deixe de conferir também respostas às dúvidas mais comuns.

Trata-se de uma tendência já observada nas Europa e nos Estados Unidos, que, acredito, chegará ao Brasil. Afinal, quanto mais proteção para os profissionais da segurança pública, melhor!

 

A DuPont tem o máximo compromisso com a segurança de todo trabalhador! No nosso blog Falando sobre Proteção, você pode conferir mais materiais informativos e técnicos sobre o assunto.

Vale uma menção também ao nosso bonito projeto, o Heróis de Fibra, por meio do qual valorizamos a vocação policial e compartilhamos histórias de bravura.

Posts relacionados: