Produtos

Corte x Abrasão. Será que te contaram tudo que você precisa saber?

No mercado de produtos para a segurança do trabalhador, é muito comum nos depararmos com um EPI que promete proteger contra “corte e abrasão”. A indústria e o marketing tendem a colocar essas características protetivas sempre interligadas e, muitas vezes, como sinônimos. Mas, afinal, quando o assunto é proteção das mãos, existem diferenças significativas entre corte e abrasão? Quais são elas? É realmente efetivo escolher um equipamento que funcione como “2 em 1”?

 

Corte é uma coisa. Abrasão é outra.

Antes de entender a diferença, é importante lembrar que uma luva só é considerada realmente eficaz para o trabalhador da indústria quando evita esses dois ou mais problemas.

A abrasão acontece quando partículas ou materiais rígidos entram em atrito com as luvas e as danificam. É uma espécie de desgaste que pode gerar perda ou fraqueza do material no local do atrito. Já o corte é a forma mais severa de desgaste, em que uma parte do material da luva é literalmente corrompido, deixando a mão do trabalhador exposta a danos muito maiores.

A tecnologia DuPont™ Kevlar®, além de proteger contra esses dois perigos, também é ideal contra arco elétrico, chamas, altas temperaturas, perfuração extrema e perigos da soldagem.

 

A importância do Selo de Resistência que segue a ISO 13997

Veja, abaixo, um fluxograma com Selos de Resistência de uma luva. Perceba que quanto maior a possibilidade de suporte e resistência de uma luva, mais forte e eficaz ela se torna. Use sempre essa relação para garantir materiais de potência máxima contra perigos.

 

Existem normas específicas que garantem a segurança de uma luva contra cortes

Só no Brasil, existem 5 normas principais que garantem qualidade e segurança para quem compra. Antes de escolher, tenha a certeza que as luvas passaram com louvor por todos os testes.

  • EN 420 – Requisitos Gerais para Luvas (tamanhos, marcações, destrezas)
  • EN 388 – Padrão Europeu – Riscos Mecânicos
  • ISO 23388 – Riscos Mecânicos
  • EN 407 – Riscos Térmicos
  • EN 12477 – Processos de Soldagem

 

Mais que um EPI de qualidade, o EPI correto para cada situação

Em entrevista recente, a especialista técnica da DuPont, Aline Moura, dá mais informações e dicas sobre seleção de EPIs e avaliação de risco. Além disso, ela também fala da importância de observar a necessidade de cada área específica. Confira o vídeo na íntegra:

 

As luvas com a tecnologia DuPont™ Kevlar® não só cumprem todas as normas e permitem segurança integrada, como também garantem mais conforto e maleabilidade de movimentos. Na hora de escolher, certifique-se de que o colaborador tem em mãos o melhor instrumento para proteger o melhor (e insubstituível) equipamento de trabalho deles!

Posts relacionados:

Produtos

6 coisas que você precisa saber sobre luvas de proteção

Quando o assunto é proteger as mãos dos trabalhadores, todo cuidado é pouco. Em estudos recentes publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), concluiu-se que 35% dos acidentes de trabalho acontecem nos membros superiores como mãos, braços e antebraços. Dentre eles, acredita-se que 70% aconteçam porque o trabalhador não usava nenhum tipo de proteção, e 30% […]

Leia mais
Especialistas

Covid-19: É hora de cuidar da segurança – e das mãos – dos trabalhadores essenciais

O coronavírus e o confinamento nos impõem desafios diversos. O principal deles: ficar em casa. Algumas atividades, porém, por serem indispensáveis à população, seguem sendo executadas. E nós devemos olhar às pessoas que as executam. É isso que Levi Silva, Gerente de Vendas da área de Proteção Pessoal da DuPont™, faz neste artigo. Ele comenta […]

Leia mais