Dicas

Precisa de luvas de proteção? Aqui tem tudo o que você precisa saber sobre elas!

Desde os primeiros passos da DuPont™, nós crescemos, evoluímos e nunca paramos de nos modernizar. Mas uma coisa nunca mudou: a nossa missão em garantir a sua saúde e proteção. É com isso em mente que todos os dias a nossa equipe busca se atualizar sobre o que há de mais novo no mercado – para continuar trazendo melhorias para os nossos produtos e segurança para você.  Por isso, neste mês vamos falar tudo sobre as nossas luvas e também as principais atualizações das normas que garantem a qualidade delas.

 

As normas mudaram, mas a excelência e qualidade dos nossos produtos continuam as mesmas. Para garantir a sua segurança, escolha um EPI original da DuPont™.

 

Nestes posts, você aprende a diferenciar um produto falso de um verdadeiro.

– Nomex®: https://falandodeprotecao.com.br/blog/2019/12/17/5-formas-identificar-um-Nomex-verdadeiro/

– Tyvkek®: https://falandodeprotecao.com.br/blog/2020/04/17/reconhecer-um-DuPont™-Tyvkek/

 

 

EN 388: proteção contra riscos mecânicos

Esta norma estabelece critérios e parâmetros para a proteção de riscos mecânicos. Ou seja, se você trabalha nesta área, é preciso ficar sempre de olho nas atualizações da EN388.

  • Para começar, vale salientar que os ensaios de  corte, rasgo e perfuração foram mantidos;
  • A lixa utilizada para o ensaio de abrasão mudou;
  • Temos agora um novo corte pelo método ISO 13997, que também é conhecido como TDM 100;
  • Também entra nas atualizações o novo ensaio de impacto.

 

EN 12447: proteja-se em ambientes de soldagem

Para saber se os seus equipamentos são realmente seguros, todos devem ser regulamentados pela norma EN 12477. Ela garante que o seu EPI foi testado diversas vezes e aprovado para ser usado.

 

Além de proteger as mãos dos profissionais no processo de soldagem, as luvas de Kevlar® também mantêm os soldadores seguros quando falamos em agressões mecânicas. As luvas são classificadas em dois tipos, de acordo com o seu desempenho:

Tipo A: para proteção do usuário em situações de soldagem que não exigem tanta destreza.

Tipo B: proteção em situações de soldagens que exigem uma alta destreza, principalmente para peças pequenas, chapas finas e soldagem mais precisa, tais como a TIG.

 

Longe dos riscos térmicos com a EN 407

A EN 407 é a norma que rege os princípios básicos de segurança quando falamos de proteção contra riscos térmicos, calor e chamas. E, dentro desta norma, existem 6 requisitos para que as luvas sejam certificadas, autorizadas e possam ser comercializadas:

  • Propagação a pequenas chamas;
  • Calor de contato;
  • Calor  convectivo;
  • Calor radiante;
  • Impacto de respingos de metal;
  • Grandes quantidades de metal.

 

ISO 374 e máxima proteção para você

O nome pode até parecer difícil, mas, resumidamente, a ISO 374 é a norma que te protege dos perigos relacionados a produtos químicos, degradação, penetração, permeação, bactérias, vírus e fungos.

 

Veja algumas mudanças nesta norma:

  • Considerando as luvas de proteção, agora elas deverão apresentar um pictograma, depois de testada;
  • Se a luva proteger contra outros produtos químicos que não estejam especificados na norma, ela será testada e informada pelo fabricante de forma complementar;
  • E mais: além do pictograma, a norma pede a apresentação dos níveis de aprovação de todos os produtos químicos devidamente testados.

 

De acordo com a ISO 374, as luvas de proteção contra vírus devem ser ensaiadas conforme ISO 16604, Procedimento B e não pode ocorrer nenhuma transferência detectável.

 

Ao longo deste mês, vamos dividir mais detalhes sobre práticas de segurança e a atualização de todas essas normas. É extremamente importante que todos os EPIs estejam devidamente dentro destas regras. Só assim você garante a sua segurança no ambiente de trabalho e exerce suas atividades da maneira correta, sem preocupações.

 

Posts relacionados:

Produtos

6 coisas que você precisa saber sobre luvas de proteção

Quando o assunto é proteger as mãos dos trabalhadores, todo cuidado é pouco. Em estudos recentes publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), concluiu-se que 35% dos acidentes de trabalho acontecem nos membros superiores como mãos, braços e antebraços. Dentre eles, acredita-se que 70% aconteçam porque o trabalhador não usava nenhum tipo de proteção, e 30% […]

Leia mais
Agenda

Testamos nossas luvas Kevlar® ao vivo. O resultado, você não vai acreditar!

Muito se fala a respeito da proteção e dos cuidados essenciais com as mãos dos trabalhadores. Mas quando levamos esse assunto para a prática, é difícil encontrar produtos que continuam resistentes e sem modificações significativas mesmo depois de passarem por testes severos, né? Não para a DuPont.   Para medir a eficácia da tecnologia DuPont™ […]

Leia mais