Destaque

Ambientes naval e estaleiro. Você sabe mesmo se proteger neles?

Quando o assunto é segurança no ambiente de trabalho, todas as áreas são importantes: dos EPIs que a equipe usa às normas de conduta no local de trabalho. Mas de todos os setores de segurança, poucos apresentam tantos desafios quanto os ambientes naval e estaleiros.

Estar em alto mar requer cuidados e atenções exclusivos, além dos riscos de acidentes comuns nas áreas de metalmecânica e soldagens. A norma NR 34, por exemplo, é específica para auxiliar no controle de qualidade e segurança destes espaços. Em alguns casos particulares, ter uma Permissão de Trabalho também é essencial.

 

NR 34, a garantia de segurança e saúde que a equipe precisa

A Norma Regulamentadora 34 estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção à segurança, à saúde e ao ambiente de trabalho nas atividades da indústria de construção e reparação naval.

Ela engloba a capacitação e o treinamento do trabalhador para realizar as devidas funções. Cada colaborador deve concluir um curso específico em que aprende pontos importantes para proteger a si mesmos e todos a sua volta, dentre eles:

  • Riscos inerentes à atividade a ser executada;
  • Condições e meio ambiente de trabalho;
  • Quais os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) existem no estabelecimento;
  • Como é o uso adequando dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

É dever da empresa proporcionar as condições necessárias para que os funcionários possam colaborar com a implementação da NR 34, bem como interromper imediatamente o trabalho em caso de incidente, levando a informação ao seu superior hierárquico.

 

Mas afinal, como contornar os principais riscos?

Nesse meio, é importante sempre ficar atendo com alguns fatores. Esse cuidado especial pode ser imprescindível tanto para o desempenho, quanto para a saúde e segurança do profissional:

  • Demarcar, sinalizar e isolar as áreas de trabalho;
  • Aterrar a máquina de hidrojato em lugar seguro e firme e eliminar qualquer vazamento no sistema de hidrojateamento;
  • Evitar o chicoteamento nas conexões de mangueiras revestidas em malhas de aço;
  • Revezar hidrojatistas nas tarefas, considerando a resistência física de cada profissional;
  • Operar equipamentos conforme recomendações do fabricante, proibindo pressões operacionais superiores às especificadas para as mangueiras;
  • Impedir dobras, torções e a colocação de mangueiras sobre arestas sem proteção;

Além disso, fornecer o EPI adequado para toda a equipe também é imprescindível.

 

EPIs: o que é necessário para a proteção em alto mar?

Existem diversos tipos de trabalhos a serem realizados em ambiente naval. Portanto, devem ser considerados diferentes EPIs para cada uma das funções:

EPIs contra riscos elétricos

Para isolar o ambiente e o profissional de possíveis arcos elétricos, os EPIs necessários são luvas, botas, macacões e capacetes que contenham isolamento contra possíveis choques. Como os equipamentos elétricos devem ser aterrados e instalados a um ponto seguro, também devem ser utilizados cabos elétricos de bitola adequados.

EPIs contra incêndios

Para as pessoas que terão contato com estes materiais, são necessárias luvas, macacões e proteções ao rosto, como viseiras e óculos. Com a alta concentração de combustíveis ou inflamáveis e o possível contato com estes materiais pela circulação de pessoas, é importante também que os ambientes de armazenamento sejam equipados com circuladores de ar, isolamento e distanciamento seguro.

EPIs contra fumos e contaminantes

Para controlar os fumos e contaminantes, o profissional deve sempre limpar de forma adequada a superfície e remover os produtos de limpeza utilizados, antes de realizar qualquer operação. Para isso, ele vai precisar de máscaras de segurança, luvas, óculos de proteção, aventais e botas de couro.

EPIs para a utilização de gases

Para controlar a pressão calibrada em conformidade com o gás empregado, o trabalhador deve utilizar luvas de proteção, macacões que cobrem o corpo todo, máscaras de proteção, botas de couro e aventais. Além disso, devem-se utilizar somente gases adequados à aplicação, de acordo com as informações do fabricante.

Os EPIs, em trabalho conjunto com ambientes seguros, garantem a proteção e o conforto do profissional. Lembrando que, como são tarefas de alto risco, sempre é recomendado utilizar uma Permissão do Trabalho, a fim de que se garanta uma segurança integrada.

 

PT, a Permissão de Trabalho para garantir a segurança de todos

A Permissão de Trabalho (PT) é um documento que contém o conjunto de medidas de controle necessárias para que o trabalho seja desenvolvido de forma segura, além das medidas de emergência e resgate.

Esta análise deve ser efetuada por uma equipe técnica multidisciplinar, coordenada por um profissional de SST ou, na inexistência deste, por um responsável pelo cumprimento desta NR 34, além de ser assinada por todos participantes.

Ao longo deste mês, vamos dividir mais detalhes sobre as práticas de trabalho em ambiente naval e estaleiros e tudo o que esse tema abrange: normas de segurança, riscos, EPIs recomendados, mais informações sobre a NR34 e também como desenvolver documentos corretamente para atividades especiais.

 

Continue conectado no nosso Blog e garanta ainda mais segurança nas suas escolhas para criar um ambiente de trabalho sempre correto e livre de preocupações.