Dia a Dia

O percurso do petróleo: uma jornada de exploração desafiadora

A exploração e a produção de petróleo e gás natural são atividades que ganham cada vez mais destaque, principalmente devido à crescente demanda de energia.

Mas, sabemos que o petróleo leva milhões de anos para ser formado em rochas sedimentares. Por isso, a exploração tem assumido um papel cada vez mais desafiador para suprir as necessidades da sociedade atual.

A descoberta de novas reservas para exploração

No Brasil, a maior parte das reservas se encontra em águas profundas e ultraprofundas, o que exige que a extração seja feita através de plataformas e navios. Entenda como funciona o início da exploração marítima:

  • Primeiro realiza-se uma série de pesquisas, como análise sísmica e modelagem 3D, para localizar as bacias promissoras e analisar os melhores pontos para perfurá-las.
  • Em seguida, são feitas as perfurações exploratórias através de um navio-sonda.
  • Quando é comprovada a viabilidade comercial da descoberta, passamos ao desenvolvimento da exploração.

Nesse momento, já ultrapassamos 7.000 metros de profundidade no mar!

É hora da exploração!

Chegou a etapa em que as instalações necessárias são projetadas e construídas para a exploração. E mãos à obra!

  • O petróleo é extraído dos poços produtores juntamente com água e gás através de plataformas. Além de extrair, elas também separam os fluidos.
  • O transporte é feito por navios ou oleodutos até terminais no litoral brasileiro.
  • De lá, o petróleo segue para uma das refinarias, onde é transformado em diversos derivados, como diesel, gasolina, óleo combustível, entre outros.

A exploração do petróleo também dá origem a outros produtos, como fertilizantes, plásticos, tintas e borrachas, por exemplo.

Proteção durante a exploração

Embarcar em uma plataforma é uma atividade que envolve alguns riscos e você pode conhecê-los clicando aqui. Por isso, é essencial o uso de EPIs durante todo o processo.

  • Respirador: o contato com gases é um dos maiores riscos na plataforma.
  • Óculos de proteção: assim como os gases podem prejudicar as vias respiratórias, também podem fazer o mesmo com os olhos.
  • Capacete com jugular: diferente dos capacetes comuns, não é facilmente removido por ventos fortes nem cai com movimentos bruscos.
  • Luvas de proteção: atente-se quanto à qualidade certificada para garantir que elas protejam tanto de produtos químicos quanto de cortes. Além disso, é fundamental que sejam bastante confortáveis e maleáveis devido ao trabalho intensivo durante a exploração.
  • Protetor auricular: como plataformas são barulhentas, eles evitam que isso cause danos à audição.

Vestimentas adequadas: fundamental para evitar a contaminação por produtos químicos e absorção de gases tóxicos. Entenda os riscos dos solventes orgânicos e como manuseá-los corretamente.

Acesse o SafeSPEC™ e conheça as soluções altamente tecnológicas da DuPont para a sua proteção. 

E não deixe de contar nos comentários: você já esteve em uma plataforma de petróleo? Compartilhe a sua experiência conosco!

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador e para analisar o desempenho e o tráfego no nosso website. Nós também compartilhamos informações sobre o seu uso do nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise.