Segurança do Trabalho

Flores e espinhos! As duas realidades na segurança do trabalhador rural

Trabalhar no meio rural é um grande desafio de Segurança para quem não tem outra opção a não ser essa. Problemas estruturais como o analfabetismo, riscos diários com a segurança e o fantasma das condições precárias de trabalho ainda permeiam o ambiente rural brasileiro.

A questão do analfabetismo é mais séria do que se imagina no meio rural, já que esses trabalhadores normalmente têm mais dificuldade em ler manuais ou cartilhas, o que ocasiona sérios problemas na segurança do trabalho. 

Mas nem tudo são espinhos! Existem leis regulamentadoras, por exemplo, que protegem com eficiência a vida dos colaboradores. E chegou a hora de entender mais sobre elas.

Fazenda, que nada! O termo correto hoje em dia é empresa rural

Inclusive, as empresas desse tipo devem seguir os parâmetros e especificações como se fossem empresas urbanas, tudo para garantir a segurança tanto do empregador quanto do empregado.  

Tanto é assim que existe uma norma chamada NR 31. Saiba mais a respeito dela: 

  • É conhecida como a matriz de todas as normas;
  • Trata de maquinário, lixadeiras, tornos etc, resumindo: tudo que faz parte do entorno agrícola;
  • As  regras de segurança e saúde agrícola existem desde 1988: as conhecidas como NRRs, que não tinham muita abrangência; 
  • Em 2005 se aprovou a NR 31 que tem como objetivo instituir regras implementadas no meio rural; 
  • Garantiu Segurança no Trabalho dentro deste ambiente. Mesmo com todas essas normas, nem tudo são flores no ambiente rural. Há muitas questões que devem ser abordadas, entre elas os riscos que o trabalhador pode chegar a sofrer por lá.

    Prevenindo acidentes para não ter que remediar 

    Evitar tragédias anunciadas pode ser mais simples do que se imagina, desde que o empregador esteja disposto a seguir estritamente as normas de segurança.

    E caso o empresário rural queira contar com um parceiro disposto a dar treinamentos aos funcionários e aos familiares deles, o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) pode dar uma força. Um parceiro sem custo para empresas rurais. 

    Isso para prevenir o trabalhador de acidentes como:

    1) Exposição a ácaros, pólen, fungos, bactérias, dejetos etc;

    2) Ataques de animais peçonhentos; 

    3) Exposição excessiva às radiações solares;4) Ruído excessivo pelo uso de colheitadeiras e tratores;

    5) Cortes com materiais afiados;

    6) Riscos de sofrer acidentes com máquinas agrícolas;

    7) Contaminação cruzada.

    Esses entre outros tantos acidentes que podem acontecer no meio rural.

    Agora que você está por dentro de Segurança e Saúde neste ambiente, conte nos comentários se conhece algum caso de perto de acidentes de trabalho rural. 

Posts relacionados:

Dia a Dia

Principais Termos de Segurança do Trabalho

Entender os termos de segurança do trabalho e seus significados ajuda a entender melhor alguns conceitos, compreender a linguagem e se comunicar melhor – uma das mais importantes formas de precaução, segundo especialistas. Abaixo, criamos um glossário com os mais utilizados termos de segurança do trabalho, categorizados em ordem alfabética para você encontrar o que deseja […]

Leia mais
Destaque

Segurança do Trabalho | Principais Dúvidas

Tornar-se técnico em Segurança do Trabalho envolve muitas variáveis e gera muitas dúvidas, especialmente nos estudantes. Pensando neles, elaboramos um manual de perguntas e respostas para esclarecer alguns pontos. Para trabalhar com segurança do trabalho basta fazer o curso de técnico em segurança do trabalho ou é melhor fazer uma faculdade? Alguns técnicos em segurança […]

Leia mais

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador e para analisar o desempenho e o tráfego no nosso website. Nós também compartilhamos informações sobre o seu uso do nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise.