Destaque

Você nunca imaginou que o contato com agrotóxicos pudesse causar isso

Agrotóxicos são substâncias utilizadas com o objetivo de combater pragas que atacam as plantações, porém nunca devemos esquecer que estamos falando de produtos químicos, físicos ou biológicos.

E não podemos ignorar o alto risco de contaminação caso esses produtos sejam manuseados de forma incorreta ou sem a proteção adequada.

O uso de EPIs: a melhor forma de prevenir intoxicações

Indispensáveis para esse tipo de atividade agrícola, os Equipamentos de Proteção Individual devem ser fornecidos para o profissional que vai desempenhar qualquer atividade que envolva a manipulação de agrotóxicos.

Além disso, também é obrigatória a instrução e treinamento quanto ao uso dos EPIs, a fiscalização e, quando necessária, a substituição.

Conhecendo as principais vias de contaminação por agrotóxicos

Os EPIs adequados reduzem o risco de absorção do produto tóxico pelo organismo, protegendo a saúde do trabalhador. Mas, antes de entendermos quais são os equipamentos indicados, precisamos descobrir quais áreas do nosso corpo são mais afetadas.

As principais vias de contaminação por agrotóxicos são:

  • Oral
  • Dérmica
  • Respiratória
  • Ocular

Ou seja, o profissional deve ter a boca e o nariz protegidos durante a aplicação do produto, além dos olhos e da pele. Afinal, o contato direto com agrotóxicos pode provocar graves consequências, como desordem no sistema nervoso, esterilidade masculina e até câncer. 

Parece que ele vai precisar de bastante proteção, não é mesmo? Ainda bem que temos solução para isso. 

EPIs recomendados para a aplicação de agrotóxicos

Agora sim! Vamos conhecer quais são os principais Equipamentos de Proteção Individual para essa atividade agrícola?

  • Luvas de proteção: protegem a parte do corpo com maior risco de exposição, ou seja, as mãos.
  • Máscara e respiradores: evitam a inalação de vapores orgânicos, névoas e partículas finas através das vias respiratórias.
  • Viseira facial: protege os olhos e o rosto. Aqui, você aprende a fazer os primeiros socorros em caso de acidentes oculares.
  • Vestimenta contra riscos químicos e biológicos: proteção contra respingos e possíveis vazamentos.
  • Bota de segurança: deve ser impermeável, de cano longo e resistente.
    Além do uso de EPIs, conheça 6 dicas para se proteger de substâncias químicas. 

    Vai manipular  agrotóxicos? É melhor que você esteja equipado assim!
    Então, já sabe! Acesse o
    SafeSPEC™, escolha o EPI recomendado e deixe você e a equipe protegidos contra substâncias tóxicas.

    E, se você já teve alguma experiência com agrotóxicos, compartilhe conosco nos comentários. Afinal, a DuPont está aqui para falar de proteção com quem mais importa: Você. 

Posts relacionados:

Dia a Dia

O perigo invisível: 6 dicas para se proteger de uma substância química

Quem realiza trabalhos dentro de laboratórios sabe: uma pequena partícula química tem a potência para impulsionar um grande experimento ou causar um estrago sem precedentes. Diariamente, trabalhadores desse setor se veem frente a frente com esse perigo volátil e invisível e estão expostos a queimaduras e outros tipos de lesões, de diferentes graus. É a […]

Leia mais
Dicas

Solventes orgânicos: saiba tudo sobre eles e como evitar lesões

Os solventes são muito usados nas indústrias em algumas etapas da fabricação dos produtos. Eles servem na aplicação de pintura, verniz, adesivos, na extração de azeites ou mesmo na limpeza e desengraxamento de peças de máquinas, entre outras atividades. Os solventes são líquidos que têm como propriedade dissolver substâncias sem alterar a natureza ou a […]

Leia mais

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador e para analisar o desempenho e o tráfego no nosso website. Nós também compartilhamos informações sobre o seu uso do nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise.