EPIs Segurança do Trabalho

Desafios da agricultura: nossos trabalhadores rurais podem estar em risco agora

A agricultura é um dos setores mais importantes do Brasil, mas sabemos que a realidade nos campos nem sempre é fácil. 

Os trabalhadores rurais enfrentam desafios severos e merecem nossa mais profunda admiração por sustentarem com força e determinação esse grande pilar do nosso país. 

E, em meio a tantos perigos, a agricultura precisa se tornar cada vez mais uma atividade que proporcione uma condição primordial: um ambiente de trabalho seguro que não coloque em risco a saúde nem integridade física dos trabalhadores.

Qual é o papel da DuPont no dia a dia da agricultura?

Equipamentos de Proteção Individual são indispensáveis para o trabalho no campo e a DuPont se orgulha em disponibilizar o que há de mais tecnológico no mercado para proteger os profissionais rurais.

Mas, dessa vez, fomos além: desenvolvemos uma quinzena especial aqui no Falando de Proteção sobre a realidade atual dos trabalhadores na agricultura e tudo que você precisa saber para, de fato, implementar Segurança do Trabalho de forma eficaz no campo.  

A agricultura e suas leis regulamentadoras

Engana-se quem pensa que não há leis para assegurar a proteção dos profissionais rurais. Também está muito enganado quem pensa que é proprietário de uma fazenda.

O termo atual é empresa rural e ela deve seguir especificações como qualquer empresa urbana para garantir os direitos do empregador e do empregado na agricultura.

Há, inclusive, uma norma chamada NR 31 que trata de regras de saúde e segurança no meio rural que deve ser rigorosamente cumprida. 

E tem mais: você sabia que o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) é um parceiro que pode dar uma força ao empresário rural que queira oferecer treinamentos específicos aos colaboradores? Um trabalhador bem preparado para a sua atividade fica protegido contra certos perigos, como por exemplo:

  • Exposição a ácaros, pólen, fungos, bactérias e dejetos
  • Ataques de animais peçonhentos
  • Exposição excessiva às radiações solares
  • Ruído excessivo pelo uso de colheitadeiras e tratores

Lembrando que esse serviço é sem custo para empresas rurais e pode prevenir acidentes que causariam muitos danos para o empregador e, principalmente, para o profissional em questão.

Leia nosso post do dia 18/11 e saiba tudo. 

Como os 4Ps também podem ser implementados na indústria rural

Você já ouviu falar sobre a metodologia dos 4Ps? Para ajudar nas tomadas de decisões, prevenção de acidentes e avaliações de riscos, definimos protocolos que podem salvar vidas: 

  • Prever: análise de todas as atividades necessárias para cada parte da operação. Ou seja, identificar os potenciais riscos associados a cada atividade e entender a gravidade de cada um deles.
  • Prevenir: avaliação de meios para evitar acidentes, reduzindo riscos com processos de engenharia ou alterações operacionais.
  • Proteger: selecionar o EPI adequado de acordo com os riscos e se certificar de que o equipamento atende às exigências de desempenho e conforto.
  • Prover: documentar os EPIs selecionados e desenvolver nos colaboradores a consciência sobre o uso dos equipamentos.

Além de conhecer a fundo as diretrizes dos 4Ps e como implementá-las na agricultura, você também vai ficar por dentro dos principais EPIs indicados para o meio rural e a função de cada um deles na proteção dos trabalhadores, como por exemplo:

  • Luvas de segurança
  • Calçados de proteção
  • Máscaras 
  • Protetor auricular
  • Capacetes

E muitos outros!
Para conhecer todos, é só clicar aqui e ler o nosso post publicado no dia 23/11!

Agrotóxicos são muito utilizados na agricultura: conheça os riscos

Sabemos que agrotóxicos combatem pragas que atacam as plantações na agricultura, porém nunca devemos esquecer que estamos falando de produtos químicos, físicos ou biológicos.

E não podemos ignorar o alto risco de contaminação caso esses produtos sejam manuseados de forma incorreta ou sem a proteção adequada. 

Afinal, estamos falando de graves consequências para o trabalhador, como desordem no sistema nervoso, esterilidade masculina e até câncer.

A solução para lidar com agrotóxicos sem se expor é só uma: protegendo-se. Os EPIs adequados reduzem o risco de absorção do produto tóxico pelo organismo, preservando a saúde do profissional. 

As principais vias de contaminação por agrotóxicos são:

  • Oral
  • Dérmica
  • Respiratória
  • Ocular

Parece que o trabalhador que vai lidar com esse produto precisa de bastante proteção, não é mesmo? E ainda bem que a gente tem solução para isso.

Mas, para saber, você precisa ler o nosso post do dia 25/11! Contamos tudo sobre como se proteger e você vai perceber que é possível trabalhar com segurança mesmo manipulando produtos tóxicos.

Acesse o nosso post e fique por dentro de tudo para prevenir os riscos decorrentes do uso de agrotóxicos. 

Depois de ler essa quinzena especial sobre proteção dos trabalhadores na agricultura, que tal acessar o SafeSPEC™ e escolher os EPIs adequados para garantir a segurança da equipe?

 Afinal, agora que você já sabe quais são os equipamentos corretos, não vai deixar mais ninguém exposto a riscos desnecessários, certo?

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador e para analisar o desempenho e o tráfego no nosso website. Nós também compartilhamos informações sobre o seu uso do nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise.